Rainhas de ouros (2)






Cabeço de Vide (Fronteira), Novembro de 2014

Pele e osso


Portalegre, Novembro de 2014

ACP #98 a #107


Aldeia de Juso (Alcabideche, Cascais), Setembro de 2014


Carcavelos (Cascais), Setembro de 2014 (num prédio tão moderno, foi, por certo,
recuperada e recolocada)



Carrascal de Manique (Alcabideche, Cascais), Setembro de 2014




Parede (Cascais), Setembro de 2014




Barbacena (Elvas), Setembro de 2014 (a segunda já tinha passado por aqui)




Calçadinha (São Brás e São Lourenço, Elvas), Setembro de 2014


Ouguela (São João Baptista, Campo Maior), Setembro de 2014




Mora, Novembro de 2014


Pavia (Mora), Novembro de 2014

Mais 10 placas novas e uma repetida e, sobretudo, mais um colaborador, Pedro Figueira, a quem muito agradeço o empenho.

Anita na quinta














Cabeço de Vide (Fronteira), Novembro de 2014

Para uns são alegrias (3)


Volksdorf (Hamburgo, Alemanha), Agosto de 2014

Inútil




Rasa (São Salvador da Aramenha, Marvão), Setembro de 2014

Copa de rainha


Portalegre, Outubro de 2014

A memória mais clara que eu guardava da minha primeira visita a Portalegre, creio que por volta de 1986: é uma árvore magnífica, com mais de 175 anos e uma copa impressionante. Em 1939, foi considerada árvore de interesse público, e o público mantém grande interesse nela, sobretudo no Verão. No Outono, sei de uma velhota que, vivendo numa casa térrea, um pouco abaixo do nível da rua, se viu emprisionada pela quantidade de folhas enormes que se acumularam junto à porta.
Já por aqui tinha passado, e há-de continuar a passar. Porque quem passa por Portalegre não passa sem lá passar. Com bastante frequência, ou não ficasse ela no Rossio.