Inverno azul


Beirã (Marvão), Janeiro de 2015


Rasa (São Salvador da Aramenha, Marvão), Janeiro de 2015


N246-1, São Salvador da Aramenha (Marvão), Janeiro de 2015

Hospitalidade


Beirã (Marvão), Janeiro de 2015

À beira da ferrovia


Beirã (Marvão), Janeiro de 2015

Railroad to nowhere






Beirã (Marvão), Janeiro de 2015

No pasa nada


Beirã (Marvão), Janeiro de 2015

Breve encontro


Campo Maior, Janeiro de 2015

Amarelo


Cabeço de Vide (Fronteira), Novembro de 2014

Selva urbana








Gare do Oriente, Lisboa, Janeiro de 2015

A curva que faz sobre o rio


Ponte Vasco da Gama, Lisboa, Janeiro de 2015

Entre pontes






Lisboa, Janeiro de 2015

Estado resultante


Volksdorf (Hamburgo, Alemanha), Agosto de 2014


Poznań (Polónia), Setembro de 2014

A rebentar




Rasa (São Salvador da Aramenha, Marvão), Janeiro de 2015

Novas da rainha


Portalegre, 10 de Janeiro de 2015


Portalegre, 4 de Dezembro de 2014

1 | 2 | 3

Globos de Ouro


Portalegre, Janeiro de 2015

Animação de rua




Hamburgo (Alemanha), Agosto de 2014


Poznań (Polónia), Setembro de 2014

Potsdam-Babelsberg


Potsdam (Alemanha), Agosto de 2007

Aquele fim de tarde em Potsdam não deu para muito mais: lembro-me de termos visitado um complexo de hortas comunitárias e de termos jantado num restaurante italiano, de onde fotografei a Porta de Brandemburgo local, e depressa se fez demasiado escuro para mais. No dia seguinte, partimos rumo a Hamburgo.
Mas ainda haveríamos de voltar a Potsdam, no final da viagem, para um último dia que classifiquei aqui como memorável. E não, não fomos fotografar monumentos nem papar unescos, fomos visitar o parque temático de cinema de Babelsberg.


Babelsberg (Potsdam, Alemanha), Agosto de 2007

Como se pode perceber pelo site oficial, o Filmpark Babelsberg é mais um espaço de entretenimento familiar garantido: estátuas de heróis da sétima arte e do cinema de animação, visitas a sets de filmagens e informações sobre making of, sessões 4D, show de duplos ao estilo MadMax, percursos variados por zonas temáticas -- isto do que eu me lembro.


Maria, de Metropolis, de Fritz Lang (1927)


Cenário da História do Pequeno Muck (1953)






Espectáculo de duplos, com muita acção, fogo e velocidade

Gostei, particularmente, dos sets do cinema de animação dos tempos da RDA e do meu primeiro contacto com o Sandmännchen.





Mal sabia eu que o homenzinho do saco de areia viria a ser uma referência incontornável da minha vida doméstica durante uns bons dois anos, a par com o Schnappi das kleine Krokodil, o Pigloo, o Knut e o Kikaninchen, isto para me ficar pela vertente germanófona.


Unser Sandmännchen

Mas, para mim, o mais interessante foi poder visitar o vizinho Estúdio de Babelsberg, o mais antigo dos grandes estúdios de cinema do mundo, fundado em 1912. Aí têm sido filmados grandes títulos da sétima arte, como se pode verificar por esta selecção. O site oficial é bastante informativo e fornece, ainda, um mapa das instalações.
O Filmpark Babelsberg oferecia (vendia, creio-o bem) visitas guiadas ao estúdio, com a total proibição de efectuar qualquer registo visual. Assim, resta-me, além da memória, uma foto da maqueta da famosa Berliner Straße e uma imagem tirada de longe, que deixa ver o início da rua, e, sobretudo, as respectivas traseiras.





De qualquer forma, poder passear nas ruas por onde passaram o Professor Immanuel Rath e a sua Lola Lola, o Pianista de Adrien Brody e, mais tarde, o próprio Brad Pitt, é emoção que chegue para tornar aquela visita memorável. Para um de nós, ainda nos seus muito verdes anos, foi o suficiente para lhe reorientar a futura carreira profissional (e manter, ainda hoje, em aberto a possibilidade de vir um dia a trabalhar em Babelsberg).